24/06/2014

Mine Imagine: com Harry Styles


    Harry Pov.

    Havia acabado de chegar de uma turnê e o certo seria ir pra casa agora, é oque Louis, Niall, Liam e Zayn vão fazer, mas se eu disse que estou com vontade de voltar para a casa estarei mentindo, não é que eu não ame minha família, se eu não os amasse a essa hora não faria mai parte dessa família, é só que ultimamente as coisas esfriaram muito entre mim e (Seu/Nome) e eu não tenho mais tanto tempo para ver as crianças crescerem, abri a porta e me deparei com uma (Seu/Nome) tomando refrigerante na garrafa e assistindo a uma novela toda desarrumada e uma casa no mesmo estado.
Harry: Oi. - Disse jogando meu casaco no sofá.
Você: Oi. - Ela disse sem tirar os olhos da TV, é realmente, as coisas estão esfriando.
Harry: Estou com fome!! - Gritei da cozinha.
Você: Harry, você sabe cozinhar. - Disse jogando a garrafa de refrigerante na pia.
Harry: Você também, e sua única obrigação é cuidar da casa e das crianças, será que você pode ao menos fazer isso?
Você: Harry, eu não sou sua empregada e você já é bem grandinho não acha?! - Disse saindo mas eu a interrompi.
Harry: Eu sou, mas e você? 
Você: Harry, por favor né?! Eu sou a mais madura daqui, e você sabe muito bem disso!
Harry: Você pode até achar que é, mais pra mim você ainda é uma menina, ou age como se fosse uma!
Você: Nossa, falou o responsável aqui, Harry, você só sabe cantar músicas pra iludir essas garotinhas obcecadas que você chama de ''fans''!
Harry: Eu tenho mais mil argumentos para dizer o quanto minhas fans são importantes pra mim, mas acho que vou guardá-los pra mim, você não merece ouvir minhas voz. - Digo me sentando no sofá e mordendo um sanduíche, acho que pela falta de argumentos (Seu/Nome) apenas revirou os olhos e sentou na outra ponta do sofá.
Harry: Onde estão Summer e Timothy?
Você: Estão dormindo. - Ela disse ríspida.
Harry: Então é assim? Você tem preguiça de educá-los então simplesmente os manda dormir?
Você: Você já tentou educar duas pestes como os seus filhos?!
Harry: Não os chame de ''pestes'' eles são crianças, não sabem oque fazem!
Você: Harry, cala a boca!! Nossos filhos nunca tiveram um pai, vê-los uma única vez no ano não te torna um pai!
Harry: E pelo visto nunca tiveram uma mãe também. - Disse colocando o prato na mesa da cozinha e subindo em direção ao quarto de Summer e Thimothy, abri a porta lentamente fazendo um feixe de luz iluminar o rosto de Timothy, vou até a cama de Summer e lhe dou um beijo na testa, e ela logo abre seus grandes olhos azuis e diz.
Summer: Papai! - Disse me abraçando. - Senti tanta saudades. 
Harry; Eu também, filha. - Digo e logo sinto pequenos braços me abraçaram por trás, me viro e vejo que é Timothy.
Thimothy: Oi papai!
Harry: Oi Timmy!
Thimothy: Pensei que não o veria mais! - Diz me abraçando mais forte.
Harry: E por que eu faria isso? - Digo olhando bem fundo em seus grandes olhos verdes. - Olha, eu nunca deixaria de vê-los. - Digo abraçando os dois. - Vamos, arrumem suas coisas nós vamos na casa da vovó!
Summer/Thimothy: Gosto da vovó ela sempre me dá chocolate, sem que você e a mamãe saibam!
Harry: Bom, agora eu sei. - Digo acendendo a luz e tirando o celular do bolso, deslizei o dedo pela tela e fui em ''Discagem Rápida''

~Ligação On~
Harry: Alô? Mãe?
Anne: Oi meu docinho!
Harry: Mãe, eu já tenho vinte e cinco anos.
Anne: Você é meu e eu te chamo do jeito que eu quiser! - Ela disse a ambos rimos. - A quanto tempo eu não ouço a sua voz!
Harry: É, eu fiquei um bom tempo fora de Holmes Chapel, mas é bom estar de volta, quer dizer a minha volta não foi tão boa quanto eu esperava...
Anne: Vocês brigaram de novo?
Harry: Sim, e eu tenho meus motivos, mas não quero falar sobre isso perto das crianças.
Anne: Okay que seja como você quiser, mas qual o motivo de você ter me ligado?
Harry: Eu posso dormir ai com Summer e Timothy?
Anne: Pelo visto a coisa foi feia hein?!
Harry: É, eu sei que passou um pouquinho dos limites mas enfim, eu posso passar a noite ai?
Anne: É claro!
Harry: Okay, até mais mãe!
Anne: Tchau docinho!
~Ligação Off~
        Terminei, de arrumar as malas de Timothy e Summer e fiz as minhas, as coloquei no carro, peguei as crianças e já ia saindo quando fui interrompido por aquela voz, aquela irritante voz que infelizmente eu conhecia.
Você: Onde você vai com eles? Eles ainda são meus filhos sabia? - Disse parando na porta e tampando a minha passagem. 
Harry: Eu vou sair.
Você: Sair? Como assim sair? Eles são propriedade minha e você não pode simplesmente os arrastar pra onde quiser!
Harry: Eles também são propriedade minha, e eu vou para a casa da minha mãe, tá feliz?  - Ela me ignorou, saiu do caminho e entrou furiosamente para dentro de casa.
Summer: Papai, por que você e a mamãe estão brigando?
Harry: Nada, filha são problemas de adultos. - Disse prendendo o cinto da cadeirinha de carro de Summer. 
Timothy: E oque é ''merda''?
Harry: Thimothy!! - Disse fazendo o mesmo na cadeirinha de carro de Timothy.
Timothy: Ué?! A mamãe pode falar!
Harry: A mamãe está brava, mas você nunca deve falar isso okay? - Disse bagunçando o cabelo do mesmo e sorrindo.
           Em torno de meia hora andando e já estávamos parados na frente da casa de minha mãe, embora tenha sido pouco tempo, foi o suficiente para os dois dormirem, o portão automático se abriu e eu estacionei o carro na garagem e sai, até que não foi tão difícil, pensei que não conseguiria levar duas crianças no colo ao mesmo tempo.
Harry: Mãe? - Disse batendo na porta de leve, e alguns segundos depois ela abre a porta sorridente. - Uma ajudinha aqui por favor?
Anne: Oi filho! - Disse pegando Summer de meu colo. - Pode deixar que eu dou um lanche para eles e os colocopara dormir, vá tomar um banho.
Harry; Okay, só vou trazer as malas deles e a as minhas coisas.
              Fiz oque havia dito, coloquei nossas malas no quarto de hospedes e fui tomar um banho, cara, eu precisava disso é como se todos os meus problemas fossem embora pelo ralo assim como a água do chuveiro, coloquei uma calça de moletom e assim que saí do chuveiro vi Summer e Timothy dormindo nas outras camas do quarto de hospedes, fui até a cozinha fiz um chá e e sentei na bancada para tomar.
Anne: Você sabe que pode conversar comigo se quiser...
Harry: Ah mãe, é só que as coisas não são como antes, acho que com o tempo o amor foi se desgastando e nós não fizemos nada para reverter isso, e do jeito em que estamos isso vai acabar em divórcio...
Anne: Bom, isso quem decide são vocês, mas você sabe que terá que arcar com as consequências do seus atos, e tenha em mente que você está escolhendo o melhor para Summer e Timothy.
Harry: Mas dessa vez eu acho que isso seja o melhor para eles, não é bom para eles nos ver brigar o tempo todo, e eles precisam de cuidados, eu realmente acho que eles ficariam bem melhores comigo.
Anne: Bom, você é quem sabe, mas é uma grande responsabilidade.
Harry: Eu sei... - Digo afastando a xícara de chá vazia. - Obrigado mãe. - Digo um sorriso triste.
Anne: Por oque? - Disse sorrindo também.
Harry: Por tudo, por me deixar ficar aqui, me dar conselhos, mas principalmente por sempre me ajudar quando eu mais preciso.
Anne: Não é mais que a minha obrigação. - Disse sorrindo tristemente.
Harry: Boa noite mãe. - Digo colocando a xícara na pia.
Anne: Boa noite filho. - Ela disse eu lhe dei um beijo na testa e fui para o quarto de hospedes, dei um beijo na testa de Summer e Timothy, e me deitei, eu queria me deitar e simplesmente dormir, porém pensamentos e flashbacks ecoavam na minha cabeça, talvez o divorcio não seja a saída para isso, embora essa fosse a minha primeira opção eu também preciso pensar nas crianças, elas ficariam muito tristes, e não ha nada que uma boa conversa não resolva, é isso, talvez uma uma boa conversa resolva meu problema, depois de muitas tentativas de me convencer que meu problema se resolveria com uma simples conversa  e que voltaríamos a ser aquele típico casal de filme, eu finalmente consegui dormir.

Você Pov.

    Assim que Harry saiu com as crianças, fechei a porta fui até o nosso quarto e chorei, simplesmente chorei.


   Eu sei que tenho que ser mais forte, mas eu só não consigo, eu fico me perguntando como nos deixamos isso acontecer? Como nós deixamos o amor se esgotar? Com raiva eu chutei a cômoda com a perna oque fez com que um porta-retrato com uma foto de nós quatro caísse e se quebrasse, o peguei e fiquei o observando, as lágrimas escorriam de meus olhos e batiam no vidro quebrado do porta-retrato, ah como eu sentia falta da época em que eu acordava sorrindo apenas pelo fato de ter a certeza que Harry estaria ao meu lado.

~Flashback On~
Você: Oque foi Harry? Você me parece estranho.
Harry: Nada, é que eu acho que a ficha caiu.
Você: Que ficha?
Harry: Que eu vou ser pai....
Você: Você não acha que já devia ter caído? Eu já estou de sete meses. - Eu disse e ambos rimos.
Harry: Pois é... - Disse e ficou encarando o chão por alguns segundos. - Você acha que eu serei um bom pai?
Você: Se eu acho? Eu tenho certeza! - Disse o beijando docemente.
~Flashback Off~

     Ah como eu sinto saudades dessa época, se eu pudesse voltar no tempo, eu voltaria pra lá, nessa época eu realmente acreditava no ''Felizes para sempre'' pena que eu não sabia o rumo que essa história tomaria, nós já até juramos amor eterno e agora estamos a beira de um divórcio, mas pelo visto pensar e chorar só iria piorar as coisas, tomei um banho me troquei e sai para anda, peguei meu celular, deslizei o dedo pela tela selecionei a minha playlist  com as melhores músicas tristes, andei sem rumo pela cidade, e cara, tudo me lembrava ele, até mesmo as coisas sem o menor nexo se tratando de Harry Styles, tenho meus pensamentos interrompidos quando sinto uma gota gelada cair sobre meu nariz, levanto a cabeça e sinto as geladas gotas de chuva caírem sob minhas bochechas e beijarem meu rosto, oque me trás a memória o dia em que Harry me pediu em namoro, foi em um dia como esse, e assim que eu aceitei o pedido de Harry gotas começaram a cair e nós nos beijamos calmamente, exatamente nessa rua. 
      As malditas lágrimas insistiam em sair e eu por minha vez não pude contê-las, fui para uma esquina vazia, me sentei na calçada e deixei que as lágrimas saíssem sem precisar contê-las, levei minhas mãos aos cabelos, e os trouxe para trás bagunçando, alguns minutos depois senti uma luz muito forte se aproximar, percebi que era um carro, que parou bruscamente fazendo com que a poça de água que havia se formado me encharcasse, me levantei e sai em direção a minha casa como se nada tivesse acontecido, mas assim que dou alguns passos o carro começa me seguir em uma velocidade bem baixa, isso já estava me deixando assustada então decidi andar um pouco mais rápido, mas paro assim que ouço uma voz conhecida.
Zayn: (SeuNome)! (Seu/nome)!! - Me viro e vejo que é Zayn, que logo abre a porta do passageiro, ainda dentro do carro, entro, me sento e fecho a porta. - Oque aconteceu com você? 
Você: Nada de mais, só sai para andar e acabei ficando na chuva. - Digo colocando o cinto. 
Zayn: Mas parece que você tem algo a mais a me contar. - Diz acelerando.
Você: Se você não se importa, eu não quero falar sobre isso. - Disse tentando não ser rude. 
Zayn: Okay, mas se você quiser, eu posso te escutar. - Disse sem tirar a atenção do transito. 
Você: Obrigada Zayn. - Disse observando os pingos de chuva que escorriam pela janela.
     Alguns minutos de puro silêncio foram o suficiente para que chegássemos ao apartamento de Zayn.
Zayn: Chegamos. - Ele disse desconectando a chave, fazendo com que o carro parasse, eu e Zayn saímos do carro e subimos até o apartamento do mesmo, coloquei meu casaco no cabideiro e Zayn fez o mesmo, me sentei no sofá, Zayn foi em direção a cozinha e voltou minutos depois com uma lada de cerveja.
Zayn: Você sabe que pode me contar se quiser, não é?
Você: Sim... - Disse e suspirei pesadamente. - Ah é Harry, Zayn...
Zayn: Oque tem ele? 
Você: Sei lá, acho que a gente não está mais dando certo, nós só brigamos, e isso não é bom para Summer e Timothy...
Zayn: Vocês já tentaram conversar? 
Você: Mais ou menos, ainda não tivemos uma conversa séria, mas toda a vez que a gente vai conversar nós acabamos brigando. - Disse encarando o chão. - Acho que isso vai acabar em divórcio...
Zayn: Pra mim essa seria a última opção, tente conversar com ele eu tenho certeza que ele vai te entender.
Você: Hum... não sei, e se não der certo.
Zayn: Você nunca vai saber se não arriscar.
Você: Você tem razão...é isso, eu vou conversar com ele e ver no que dá. 
Zayn: Só não se precipite, Harry é muito imprevisível, e você pode acabar se machucando.
Você: Eu sei que isso pode tanto resolver meu problemas com piorar as coisas.
              Ficamos conversando por mais um bom tempo, e Zayn não parava de beber isso já estava me incomodando, ele poderia passar mal, eu pedia para ele parar mas ele não me escutava, e ultimamente ele ficava olhando muito para a minha boca não parava um segundo sequer, era como se ele fosse me agarrar a qualquer momento, e numa reação inesperada foi isso que ele fez.


    Zayn me beijava desesperadamente e não sei se era pela falta de Harry, ou simplesmente por ele ter me ajudado eu simplesmente correspondi, Zayn passavas mãos pelas minhas coxas oque fez com que as coisas ficavam cada vez mais quentes, entrelacei minhas pernas em volta da cintura de Zayn, ele se levantou e sem parar o beijo me levou até outro cômodo. 


  Não sei exatamente onde estávamos indo, mas passamos por um vão de madeira e ouvi a porta se bater com força, e logo Zayn se senta na cama.


 Ele passa as mãos por baixo de minha blusa, acariciando minha barriga e costas, logo ele acha o fecho do meu sutiã e com dificuldades consegue o desabotoar e  já que ele era sem alças caiu sobre minhas pernas o joguei em algum lugar do quarto, Zayn passa as mãos pela barra da minha camiseta e eu o ajudo a tirá-la, como ficar em desvantagem não era o meu forte, passo minhas mãos por dentro da camiseta de Zayn que logo a desabotoa e joga a mesma em outro canto do quarto, Zayn começa a beijar meu pescoço lentamente e dá leve mordidas ao final de cada beijo deixando uma marca em cada canto de meu pescoço me fazendo soltar em gemido quase que inaudível, o interrompo e observo o abdome definido de Zayn, mordo o lábio inferior e logo Zayn dá um sorriso malicioso, me levanto ficando em pé na sua frente e começo a tirar minha calça lentamente na intenção de provocá-lo ele me olhou mordeu o lábios inferior e logo me puxando fazendo com que eu ficasse por cima, ele tirou minha calcinha ferozmente, me virei fazendo com que ele ficasse por cima e logo ele tirou sua calça revelando sua box branca, e pude ver o seu volume, passei as mãos lentamente pelo seu membro que já estava bem exitado fazendo com ele soltasse um gemido baixo, e logo tirei sua box, Zayn começa me penetrando devagar fazendo com que ambos soltássemos um gemido em uníssono, ele deixa as entocadas mais rápidas e eu apenas sigo seu ritmo, ele joga a cabeça para trás de prazer eu arranho suas costas levemente, mas que provavelmente deixaria uma marca minha no dia seguinte, inverto as posições e logo Zayn senta na cama, eu sento em seu colo, cavalgo em seu membro lentamente oque faz ambos soltarmos um gemido agora bem alto que logo é abafado por beijos lentos, porém molhados, puxo seus cabelos úmidos pelo suor sem piedade, alguns minutos depois Zayn amolece deitando na cama e eu deito sobre seu peito, ele logo inverte as posições fazendo com que eu fique por baixo, e ele deita sobre meu peito. 
    Zayn sai de cima de meu peito e logo se vira e deita ao meu lado, faço o mesmo a assim dormimos, talvez pelo cansaço dormi pesadamente a noite e acordei de manha com algumas dores musculares, abri meus olhos lentamente, vi Zayn sentado na ponta da cama e pude ver os consequências da noite passa em duas costas, ele se vira e vê que eu havia acordado. 
Zayn: Olha (Seu/Nome), me desculpa eu estava bêbado e....
Você: Zayn, eu sei, a culpa também foi minha afinal ninguém faz essas coisas sozinho. - Disse me levantando e vestindo minhas roupas. - Mas por favor, isso só fica entre nós.
Zayn: Okay. 
Você: Zayn, eu já vou.
Zayn: Quer que eu te leve até em casa?
Você: Não precisa obrigada, tchau Zayn. - Digo saindo do quarto de Zayn e logo indo de volta as ruas frias de Londres, o vento frio soprava meu rosto e cabelos, sinto meu celular vibrar em meu bolso, o pego e vejo que é uma mensagem de Harry.
  ''Precisamos conversar. - Harry"
      Fui até nossa casa e peguei as chaves e tentei destrancar a porta, porém ela já estava aberta, entrei e vi Harry impaciente andando de um lado para o outro.
Você: Sobre oque quer conversar?
Harry: Sobre nós.
Você: Nós? Harry, não existe mais nós!
Harry: Me dê uma chance por favor, nós podemos concertar nossos antigos erros, juntos. - Disse pegando em minhas mãos, mas eu logo o soltei.
Você: Eu andei pensando nisso também, mas não adiantar nos enganar no fundo sabemos que isso vai acabar como está. - Digo olhando bem fundo em seus olhos verdes. - Olha Harry, a verdade é, eu queria recomeçar tudo novamente com você, mas cometi um erro muito grave e não posso conviver com você e com ele, acho que vou levar a culpa para a vida toda.
Harry; Oque você fez? Eu te perdoou!
Você: Ontem eu meio que sai para andar Zayn me levou até o apartamento dele, e nós meio que transamos. - Disse sem jeito.
Harry: Oque?! Caramba (Seu/Nome)! Por que você fez isso?!
Você: Eu não sei, só aconteceu...
Harry: Caramba (Seu/Nome)! Eu vim aqui conversa com você para que talvez nós pudêssemos recomeçar tudo novamente, e ai você faz isso?! - Ele diz gritando em meu rosto.
Você: Então peça o divórcio ué?!
Harry: E oque você acha que eu vou fazer?! - Diz jogando uns papéis em cima de mesa de centro da sala, eu os assinei, e agora minha próxima barreira era lutar pela guarda de Summer e Timothy, logo os mesmos desceram e se esconderam atrás de minhas pernas. Logo escuto uma buzina Harry abre a porta e vê Louis estacionando um carro na porta da nossa casa.
Harry: Venham! - Diz pegando as crianças pelas mãos, que logo começam a chorar.
Você: Harry, você não pode simplesmente levá-los de mim!!!
Harry: Isso nós discutiremos no tribunal! - Disse pegando Summer, que se debatia e chorava em seu colo.
Timothy: Tio Tommy, por que a papai não quer nós deixar com a mamãe? - Disse Timothy que estava no colo de Louis com algumas lágrimas escorrendo. ( Pra quem não sabe, 'Tommy' é um apelido pra 'Tomlinson'. )
Louis: Não é nada, logo você a verá de novo. - Disse Louis o colocando no carro, e Harry fez o mesmo com Summer, embora eu gritasse e fizesse o possível Harry não me deixou ficar com eles.
Summer: Mamãe!! - Ela disse colocando a mão de um lado da janela do carro.
Você: Me desculpe filha!! - Disse chorando e colocando a mão do outro lado do vidro da janela do carro.

Uma semana depois...

     Havia acabado de chegar ao tribunal, nem havia dormido direito estava muito nervosa, embora seja sempre a mãe que fica com a guarda dos filhos, Harry tem uma ''vantagem'' ele é famoso e isso torna as chances de ele poder ficar com a guarda delas, maiores, Harry chegou sozinho e pelo visto não estava tão diferente de mim, ele também parecia muito nervoso, se sentou ao meu lado e não disse uma palavra sequer, alguns minutos depois já havia sido decidido quem ficaria com a guarda deles.
Juíz: Por decreto do Estatuto da Criança e do Adolescente, e assistência aos pais a guarda definitiva dos menores será concedida ao Sr.Harry Edward Styles. - Senti meus olhos arderem e lágrimas insistiam em sair, vi Harry dar um sorriso de canto e sair rapidamente.
Você: Eu poderei vê-los?
Juiz: Não, a guarda foi concedida ao Sr. Styles, portanto a senhora não pedrá chegar a 100m dos menores. - Ele disse e agora sim as lágrimas saiam num ritmo mais constante.

2 meses depois...

        Desde que Harry havia ganhado a guarda de Summer e Thimothy minha vida perdeu o sentido, e não havia nada que eu pudesse fazer já passei com diversos psicólogos e de nada adiantou, só me deixaram pior, tudo me lembrava eles, não passava nenhum minutos sequer sem que eu me lembrasse deles, minhas horas eram todas vagas não havia nada que eu fizesse para me ocupar, já virei noites bebendo, e então a única saída para tentar esquecê-los era sair para andar, se bem que de tanto vezes que fiz isso poderia andar a cidade inteira de olhos fechados e eu continuaria sabendo onde estaria, fui até a praça e me sentei em um banco sozinha, e fiquei pensando afinal era a única coisa que me restava a fazer.
Summer: Mamãe!! - Acho que estou tão depressiva que a voz deles ecoam em minha cabeça.

  Harry Pov.

   Desde que havia ganhado a guarda das crianças não poderia estar mais feliz, foi bom para mim conhecê-los e para eles também, passar mais tempo com eles está sendo ótimo, e quando tenho shows eles ficam com minha mãe, sei que eles sentem falta da mãe, mas pelo visto estão adorando a vida que levam, decidi sair um pouco com os mesmo para andar, fomos até uma praça para tomar sorvete.
Summer: Mamãe!! - Disse soltando minha mão e correndo em direção a praça, eu não havia visto mas (Seu/Nome) estava lá, os dois a abraçaram e eu os aconselhei que fossem brincarem no playground.
Harry: Quanto tempo né?
Você: É, principalmente pra mim entrei em uma depressão horrível.
Harry: Nossa, nem parece você está ótima, desconsiderando suas olheiras. - Eu disse rindo.
Você: Você continua o mesmo Harry. - Diz dando um meio sorriso.
Timothy: Papai, oque acha de irmos no restaurante do tio Niall.
Harry: Boa ideia Timmy! - Digo balançando o cabelo do mesmo. - Você quer ir? 
Você: Se não for incomodo.
         Dirigi até o Nando's com (Seu/Nome) e as crianças, e logo aquele clima ''tenso'' havia desaparecido, almoçamos, conversando sobre coisas aleatórias, e logo Summer e Timothy já havia dormido.
Harry: Você pode me ajudar a levamos para o carro?
Você: É claro. - Ela levou Timothy no colo até o carro e eu fiz o mesmo com Summer. - Imagino que isso seja um adeus?
Harry: Ou não... - Disse a beijando docemente. - Andei pensando, oque acha de finalmente começarmos tudo de novo?
Você: Concordo plenamente.  - Disse colocando Timothy no banco de trás do carro, coloquei uma de minhas mãos e sua nuca e o puxei para um beijo.
          E logo gotas começaram a cair molhando nossos cabelos.


Harry: Como da primeira vez... 

2 comentários:

  1. estou lendo em 2015 mas............isso ta pft 😍

    ResponderExcluir
  2. estou lendo em 2015 mas............isso ta pft 😍

    ResponderExcluir